Conteúdos e cursos para contadores, empresários, gestores, advogados e estudantes

×
Siga-nos:
Classe Contábil
PUBLICADO 11 meses ATRÁS.

Tesouro Nacional capta aproximadamente US$ 3 bilhões em dívida

O Tesouro Nacional emitiu nesta segunda-feira cerca de US$ 3 bilhões em títulos públicos no exterior. O valor é resultado de duas operações: o lançamento do Global 2050, novo título público, no valor de US$ 2,5 bilhões; e a reabertura do Global 2029, em US$ 500 milhões. A última emissão externa do Brasil foi em março, quando o país captou US$ 1,5 bilhão pelo Global 2029, ao spread de 215,8 pontos-base.

Com um preço de emissão de 97,441% do valor de face, o novo bônus, Global 2050, terá vencimento em 14 de janeiro de 2050 e sua taxa de juros é de 4,75% ao ano.Já a reabertura do atual benchmark de 10 anos, com vencimento em 2029, saiu a 4,500% a.a, ao preço de 105,364% do seu valor de face. Os spreads dos dois títulos foram, respectivamente, de 265 e 203 pontos-bases sobre o Treasury de prazo similar

Por um apetite de aumentar o volume do título já existente e por um título mais longo, foi a primeira vez que o Tesouro emitiu dois títulos ao mesmo tempo. Cerca de US$ 1 bilhão captado com a emissão do novo título foi usado na recompra de títulos emitidos anteriormente e submetidos nesta operação. O objetivo foi gerenciar o passivo externo.

De acordo com o Tesouro Nacional, a demanda dos títulos foi forte e as taxas de juros são as menores desde 2012. As emissões de hoje mostram que o país está conseguindo custo como se ainda tivesse grau de investimento, permitindo maior liquidez e redução de custo da dívida externa.

A operação foi liderada pelos bancos BNP Paribas, Citibank e Goldman Sachs & Co. Os títulos serão emitidos no mercado global. A lista com os montantes dos títulos recomprados, no entanto, só será divulgada amanhã (5/11). Já a liquidação financeira da operação ocorrerá somente em 14 de novembro.

Fonte: Correio Brasiliense




COMPARTILHAR

Deixe uma resposta

*Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Leia também

Receba gratuitamente nosso boletim de artigos e notícias em seu e-mail