Conteúdos e cursos para contadores, empresários, gestores, advogados e estudantes

×
Siga-nos:
Classe Contábil
PUBLICADO 8 anos ATRÁS.

Quem gosta de pagar contas?

Uma das características dos empreendedores de sucesso é gostar de pagar contas, muitas contas. Isso é simples de explicar: o empreendedor que tem o controle da sua empresa nas mãos, sempre bem assessorado por um bom contador, sabe que cada conta paga significa uma possível receita.

Ou seja, quando ele está pagando uma despesa que, digamos, pertença ao grupo das despesas fixas da empresa, logo associa aquela despesa a um possível faturamento. Quer um exemplo? Se você sabe que as despesas fixas de sua empresa giram em torno de 10% do faturamento, quando for pagar uma despesa de R$ 100,00, saberá que esta despesa é responsável por um faturamento médio de R$ 1.000,00. É claro que o saldo de R$ 900,00 não reverte totalmente para a empresa, que deve pagar o fornecedor daquele produto, os impostos e as demais despesas variáveis. Mas você sabe também qual é a margem de lucro liquido, que é o mais importante.

Uma vez que você tenha todas as informações relativas aos custos da empresa fica fácil ficar feliz sempre que tenha alguma conta a pagar, pois você sabe exatamente o quanto ela gerará de recursos para sua empresa. O mesmo raciocínio vale para quaisquer outras contas que você for pagar.

Outro exemplo é o pagamento de fornecedores: você sabe exatamente qual a margem de lucro que está aplicando sobre aquele produto, então, quanto mais você pagar a determinado fornecedor, teoricamente, mais a sua empresa estará lucrando com ele, desde que consiga trabalhar com uma margem de lucro que absorva todos os custos e despesas da operação e, claro, obtenha um resultado final positivo.

Vendo desta forma, parece fácil, mas não é. O grande problema é que muitos empresários não possuem sistemas de gestão confiáveis e acabam tendo graves problemas de fluxo de caixa e baixa rentabilidade em alguns produtos, o que pode comprometer seriamente o resultado final da empresa.

E aí é que entra a análise do contador, que pode ajudar o empreendedor a decifrar os números e fazer os ajustes constantes e necessários. Falo ajustes constantes porque você não pode se descuidar no controle das despesas da sua empresa. Um simples descuido e você estará estourando os limites fixados e comprometendo o resultado final do negócio.

É claro que determinados empreendimentos necessitam de mais investimentos e capital de giro do que outros, e, mesmo que se tenha todas as despesas e custos sob controle, mas, não havendo fontes de recursos financeiros suficientes e no tempo adequado, sejam elas através do aumento do capital social ou financiamentos de longo prazo, o simples ato de pagar as contas poderá se tornar um grande problema. O que era para ser um prazer, torna-se uma luta diária pela sobrevivência.

Em resumo, pagar contas só é prazeroso quando você possui as informações gerenciais confiáveis sempre à mão, e, principalmente, no tempo certo; capital de giro suficiente às necessidades do negócio e um fluxo de caixa devidamente ajustado. 




COMPARTILHAR

Deixe uma resposta

*Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Leia também

Receba gratuitamente nosso boletim de artigos e notícias em seu e-mail