Conteúdos e cursos para contadores, empresários, gestores, advogados e estudantes

×
Siga-nos:
Classe Contábil
PUBLICADO 6 anos ATRÁS.

Orçamento de honorários contábeis para um possível cliente

Já escrevi diversas vezes sobre a precificação dos serviços contábeis prestados ao cliente, tarefa que não é difícil, mas que exige certa organização. Do cliente que já há algum tempo faz parte da carteira e, portanto, já se conhece o volume do serviço e consequentemente o tempo necessário para realizá-lo basta multiplicar pelo valor da hora vendida. Também já abordamos a inutilidade de precificar sob o único enfoque do custo, devendo ser considerados também a concorrência e o valor percebido pelo cliente.

Neste artigo quero tratar da tarefa de precificar para um prospect, ou seja, o possível cliente, cujos serviços necessários e o grau de dificuldade em função da organização deste ainda nos são desconhecidos.

Alguns colegas informam o valor do honorário ao cliente em potencial, muitas vezes por telefone, após quatro perguntas: qual é o regime tributário? Quantos funcionários possui? Quantas notas fiscais emite por mês? E qual é o faturamento mensal?

Esta prática não permite conhecer o cliente com profundidade, muito menos sustenta confiabilidade para definir o valor do honorário. Ao ser convidado para apresentar a proposta, o empresário contábil deve saber se o cliente está apenas buscando valores para pressionar o atual contador a baixar o preço ou se realmente está interessado nos bons serviços do novo profissional. Se o interesse é trocar de contador em busca de melhor assessoramento será necessário, ao menos, fazer uma visita para conhecê-lo e apresentar a sua empresa contábil.

A visita, importante momento para apresentar o material publicitário da empresa, deverá ser seguida de questionamentos acerca do prospect para estimar o valor que ele percebe no trabalho da sua empresa contábil e de quais serviços necessita. Com base nestas informações será possível estimar o tempo para executar todas as tarefas e definir o valor do honorário.

A abordagem deve ser direta, profunda e eficaz, e dependendo das respostas será preciso aprofundar a conversa. Abaixo, algumas questões que poderão integrar o rol de perguntas para diagnosticar o prospect:

Qual é o ramo de atividade?

Faz importação ou exportação de matéria prima, produto, mercadoria ou serviço?

Qual é o regime tributário?

Qual é o faturamento anual?

Qual é o tipo de nota fiscal de saída que adota? (eletrônica ou manual)

Quantos funcionários possui?

Qual é o giro dos colaboradores?

Qual é a forma de remuneração dos funcionários?

Há adiantamento salarial?

Efetua com habitualidade descontos de duplicatas?

Quais serviços deseja – contabilidade, escrita fiscal, folha de pagamento, legalização, consultorias etc.-?

Está obrigado a quais Sped’s?

É devido a Substituição Tributária (ICMS, Pis ou Cofins) ?

Possui filiais ou depósitos fechados?

A empresa necessita de algum relatório específico?

Possui algum regime especial em nível municipal, estadual ou federal?

A empresa é auditada?

Há controle do livro caixa?

Possui quantas contas bancária? Analisar a média de lançamentos.

Com estas e outras perguntas que poderá ser adicionadas você descobrirá que ficará mais fácil definir o tempo que o cliente consumirá da sua empresa. Automaticamente, a precificação será efetuada com maior segurança.

Gilmar Duarte da Silva




COMPARTILHAR

Deixe uma resposta

*Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Leia também

Receba gratuitamente nosso boletim de artigos e notícias em seu e-mail