Conteúdos e cursos para contadores, empresários, gestores, advogados e estudantes

×
Siga-nos:
Classe Contábil
PUBLICADO 8 anos ATRÁS.

O que mudará em 2011

Metas de ano novo, hora de realizá-las. Quando um ano termina, começamos a avaliar as conquistas e estabelecer metas para o ano que se inicia.

Durante o Ano de 2010 tivemos grandes renovações, em especial no departamento tributário, principalmente pelo uso extensivo da tecnologia pelo fisco que, exigiu e continuará exigindo do contribuinte, mudança no comportamento.

A Escrituração Fiscal Eletrônica já é fato no Estado de São Paulo, e com isto a fiscalização estará cada vez mais próxima do fato gerador.

Isto é, podemos dizer que: “que a fiscalização estará presente” no momento em que nascer o direito de exigir uma obrigação ou prestação posteriormente do contribuinte.

De igual modo, o departamento tributário deve estar cada vez mais próximo dos fatos que antecedem a emissão (venda) ou escrituração do documento fiscal (compra) e, cada vez mais, os processos internos serão importantes controles tributários.

Trata-se de metas curtas, possíveis de alcançar e renováveis, suficientes para criar uma rotina de informações fiscais (tributações) e gerenciais (históricos, previsões e pagamentos de impostos) capazes de conduzir com segurança os investimentos da Sociedade.

Razão pela qual, não poderíamos iniciar este ano sem destacar e renovar nosso compromisso com o treinamento necessário à todos, senão, produzir o aprendizado – que é envolver toda equipe com nossa missão, de forma que, seja cristalina a responsabilidade e o comprometimento de cada um no todo.

Fale e esquecerei. Ensina-me e poderei lembrar. Envolva-me e aprenderei. (Benjamin Franklin)

Para tanto, como início, sugerimos algumas medidas, tais como:

1. – Após uma reflexão sobre o que aconteceu em 2010, faça uma lista dos temas enfrentados com sucesso e outra dos temas que ainda assombram sua equipe e que resultem em problemas na operação;

1.1 – Desta lista, reforce o sucesso destas ações junto aos Gerentes e Diretores da Sociedade, fazendo constar em destaque o responsável em sua equipe pelo sucesso, faça isto de forma simples e verdadeira, assim como já o faz a cada tarefa realizada por este, caso contrário, o discurso não será verdadeiro e o resultado inverso;

Se você não sabe reconhecer as capacidades e limitações de cada membro de sua equipe, é uma boa hora para mudar isto.

1.2 – Aponte também, as ações iniciais para soluções dos temas que ainda assombram e causam problemas na operação, faça este como metas a curto prazo e na forma de compromisso junto aos Gerentes e Diretores como resultado que será alcançado pela equipe;

2. – Faça Workshops com as áreas diretamente envolvidas nas operações (vendas, faturamento, compras, recebimento), convide um amigo da faculdade ou da sua rede de relacionamentos que domine o assunto e que tenha disponibilidade para participar dos encontros. Se possível, faça em locais diversos em que as operações acontecem – sair do ambiente normal pode melhorar a atenção e contribuir para retenção da informação;

3. – Reúna como pessoal de Tecnologia periodicamente para discutir os Manuais da Nota Fiscal e Escrituração Fiscal Eletrônica – Implantação e Manutenção, ouça com atenção a visão e o conhecimento real (não técnico) que o Analista tem das operações fiscais que são realizadas pela Sociedade, pergunte sempre como o sistema irá funcionar e, simplifique sempre o entendimento da legislação, haja vista que, esta é a função do interprete, senão, conhecer para simplificar;

4. – Neste ano, leia mais sobre a Tecnologia da Informação e os princípios básicos da Linguagem XML, preocupe-se em compreender o processo e não fique preso aos códigos de programações e as várias formas de executá-los;

5. – Treine mais sua equipe, proponha horários para pesquisas e leituras, seminários sobre assuntos que conheçam pouco (estimular a procura pelo conhecimento) e faça apresentações sobre os assuntos que julga dominar – aprenda a transmitir os princípios básicos para o conhecimento da matéria. Não importa o tamanho de sua equipe, um ouvinte e um expositor já são suficientes. Faça como se estivesse em um auditório ou reunião, demonstre e convença acerca de suas razões. Convide parceiros, promova e incentive o treinamento externo.

6. – Avalie periodicamente o resultado das ações, promova acertos e melhorias e faça novamente.

Por fim, espera-se que no decorrer dos dias e mediante alguns resultados, influencie  no aumento e adequação da lista de iniciativas que auxiliarão no preparo às mudanças que são constantes em nossa carreira.

A tribulação produz a paciência, e a paciência à experiência, e a experiência a esperança. E a esperança não traz confusão. (Romanos 5 – 3:5)

O seu departamento é uma empresa, por isto, atenda com qualidade seus clientes, antecipe às mudanças, reduza custo e renove a cada dia, caso contrário, deixará de existir.




COMPARTILHAR

Deixe uma resposta

*Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Leia também

Receba gratuitamente nosso boletim de artigos e notícias em seu e-mail