Conteúdos e cursos para contadores, empresários, gestores, advogados e estudantes

×
Siga-nos:
Classe Contábil
PUBLICADO 17 anos ATRÁS.

Lula diz a sindicalistas que reforma tributária aumentará salário em 10%

Lula diz a sindicalistas que reforma tributária aumentará salário em 10% r
nr
nDébora Guterman e Jamil Nakad Junior, De São Paulor
nr
n r
nLula: “Nenhuma reforma é de interesse pessoal do presidente ou do seu governo. Vocês acham que rasgo nota de cem?” r
n r
n”A reforma tributária bem feita pode significar, para os trabalhadores que nós representamos, quem sabe, até mais de 10% de aumento de salário”, defendeu ontem o presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante um encontro fechado com as centrais sindicais em São Paulo. O Valor obteve com exclusividade o discurso do presidente e das líderes sindicais.r
nr
n”Nenhuma reforma é de interesse pessoal do presidente ou do seu governo. Vocês acham que eu rasgo nota de cem? Vocês acham que não tenho consciência do que significa discutir determinadas reformas num país tradicionalmente conservador. Vocês acham que quero fazer reforma porque quero prejudicar alguém? Principalmente grande parte das pessoas que votaram em mim, que são os setores do funcionalismo público. Só se fosse louco”, disse Lula num discurso franco aos sindicalistas. E admitiu: “Se alguém não fizer nada, daqui alguns anos o Estado não tem como pagar”.r
nr
n r
nr
nLula lembrou sua histórica defesa da unificação do sistema previdenciário e do teto. “Defendi durante toda minha vida a unificação da Previdência e um teto. Agora, como presidente, não tenho posição, não posso nem falar – estou falando aqui para os sindicalistas, mas se a imprensa me perguntar, vou dizer que o ministro da Previdência está discutindo com os trabalhadores, com empresários e vai sair o resultado.”r
nr
nO presidente pediu um pacto aos sindicalistas e para que eles não se posicionassem nem a favor nem contra as reformas: “Não quero que nenhum de vocês seja meu defensor nem seja contra a priori, porque vocês vão ter a oportunidade de ser tratados como companheiros (no Planalto)… Ou compreendemos que os tempos mudaram e que nossos comportamentos políticos têm que mudar ou daqui a pouco vamos chegar a conclusão que a política não é o nosso negócio. Nosso negócio é ser sindicalista e fim de papo”.r
nr
nAntes de Lula, os ministros Jaques Wagner, Luiz Dulci, José Dirceu, Ricardo Berzoini ficaram encarregados de mostrar em linhas gerais as reformas e como vai se dar a participação social no Plano Plurianual. Como numa assembléia, as centrais sindicais fizeram suas reivindicações ao presidente. A SDS defendeu os servidores e criticou o governo por “demonizar” o funcionalismo. As duas maiores centrais sindicais apoiaram em linhas gerais as reformas tributária e da Previdência. O secretário-geral da Força Sindical, João Carlos Gonçalves, o Juruna, disse que o apoio à reforma é para desonerar a folha de pagamentos. A Força defendeu o teto único de dez salários mínimos e recadastramento das aposentadorias. Juruna admitiu que a proposta do governo está afinada com a da Força. Mais até que com a da CUT, entidade ligada a Lula.r
nr
nA CUT cobrou uma política de recuperação do salário mínimo e o reajuste dos aposentados. Na reforma tributária, João Vaccari (CUT) disse que era melhor que houvesse menos impostos sobre os salários e que a guerra fiscal acabasse. Para a central, a reforma previdenciária deveria fazer uma maior inclusão social, agregando os trabalhadores informais. A CUT defende um teto único de 20 salários mínimos, assim como a CGT. O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Luiz Marinho, acredita que o governo encaminhe uma proposta com um teto de dez salários mínimos para depois aumentá-lo no Congresso, chegando-se a meio termo.r
nr
nO representante da CAT, Laerte Teixeira da Costa, alertou: “Não podemos deixar que aconteça com o senhor o que aconteceu com Lech Walesa na Polônia, que da última vez que disputou a Presidência teve 2% dos votos”. Lula rebateu: “diferentemente do Walesa, tenho partido. Eu tenho movimento social organizado, que ele não tinha.”




COMPARTILHAR

Deixe uma resposta

*Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Leia também

Receba gratuitamente nosso boletim de artigos e notícias em seu e-mail