Conteúdos e cursos para contadores, empresários, gestores, advogados e estudantes

×
Siga-nos:
Classe Contábil
PUBLICADO 3 semanas ATRÁS.

Ibovespa aciona circuit breaker pela segunda vez após queda de 15,43%

O principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo (B3), o Ibovespa, acionou o circuit breaker pela segunda vez no dia e a quarta na semana, após despencar 15,43% e ir a 72.026 pontos. Os negócios ficarão suspensos por uma hora. Quando a Bolsa abriu os negócios pela manhã desta quinta-feira (12/3), havia uma queda de 11,65% e estava com 75.247 ponto.

O desespero no mercado está ligado à disseminação do coronavírus, que vem jogando a economia para a recessão. No Brasil, o quadro foi agravado pela derrota do governo no Congresso numa votação que derrubou o veto do presidente Jair Bolsonaro a novas regras do BPC, Benefícios de Prestação Continuada.

Segundo a equipe econômica, a decisão do Congresso custará R$ 20 bilhões por ano aos cofres públicos e R$ 217 bilhões em 10 anos, pondo em risco o ajuste fiscal. É possível que o governo recorra ao Supremo Tribunal Federal (STF) na tentativa de derrubar a medida.

Nova York parada

Em Nova York, a Bolsa iniciou os negócios com baixa de 7%, diminuiu um pouco essa queda, mas voltou a acentuar as perdas e o circuit breaker também foi acionado, interrompendo as negociações por 15 minutos.

Nesse caso, pesou, sobretudo, a decisão do presidente norte-americano, Donald Trump, de suspender voos da Europa por 30 dias. Para analistas, essa medida é desastrosa e mostra dificuldade do governo da principal economia do mundo em lidar com o coronavírus.

A percepção é de que, a partir de agora, a economia norte-americana vai mergulhar numa espiral de recessão, contaminando todo o mundo — o Brasil é um dos países mais frágeis nesse contexto, porque a atividade já vinha em desaceleração.

O nervosismo foi tão grande, que o dólar já iniciou o dia acima dos R$ 5, um problemão para o governo, pois indica forte desconfiança na capacidade de Bolsonaro de liderar um processo de proteção do país, tanto na questão da saúde quanto na economia.

Circuit breaker

O circuit breaker é um procedimento da B3 que paraliza a negociação de ativos em bolsa. Ele é feito somente em momentos atípicos de mercado, como um recuo forte de preços, baseada na oscilação do Ibovespa, o principal índice de ações do mercado brasileiro. Durante o acionamento do circuit breaker, não é possível realizar compras ou vendas de ativos na B3.

A mobilização do circuit breaker é feito em 3 estágios, respeitando a percentuais de desvalorização do Ibovespa:

Estágio I – quando o Ibovespa desvalorizar 10% (dez por cento) em relação ao valor de fechamento do Ibovespa do dia anterior, a negociação é interrompida por 30 (trinta) minutos;

Estágio II – reabertas as negociações, caso a variação do Ibovespa atinja oscilação negativa de 15% (quinze por cento) em relação ao valor de fechamento do dia anterior, a negociação é novamente interrompida por 1 (uma) hora;

Estágio III – reabertas as negociações, caso a variação do Ibovespa atinja oscilação negativa de 20% (vinte por cento) em relação ao índice de fechamento do dia anterior, a B3 pode determinar a suspensão da negociação por um período por ela definido. Nesse caso, o mercado será comunicado pelos canais oficiais da B3.

Fonte: Correio Braziliense




COMPARTILHAR

Deixe uma resposta

*Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Leia também

Receba gratuitamente nosso boletim de artigos e notícias em seu e-mail