×
Siga-nos:

Google permitirá que os funcionários façam home office permanentemente

A nova política, que entrará em vigor em 1º de setembro, foi compartilhada com os funcionários em uma nota do CEO da empresa, Sundar Pichai, nesta quinta-feira

Funcionários do Google de todo o mundo poderão continuar trabalhando remotamente até setembro. Depois disso, será possível escolher entre voltar ao escritório onde trabalhava antes da pandemia, ir para outra subsidiária do Google em outra cidade ou trabalhar permanentemente de qualquer lugar — se o seu trabalho permitir, é claro.

A nova política, que entrará em vigor em 1º de setembro, foi compartilhada com os funcionários por meio de uma nota do CEO da empresa, Sundar Pichai, na manhã desta quarta-feira (5), e checada pelo CNN Business.

Pichai disse que espera que 60% da força de trabalho global da empresa retornem alguns dias por semana aos antigos escritórios, enquanto 20% irão para alguma subsidiária diferente e outros 20% trabalharão em casa.

Esta é uma mudança no plano inicial do Google que previa que todos os funcionários teriam de ir ao escritório três dias por semana.

Muitas das maiores empresas da indústria de tecnologia estão gradualmente traçando planos para trazer funcionários de volta aos locais de trabalho, à medida que as vacinações aumentam e as economias começam a reabrir. O cenário oferece uma projeção de como será o mercado de trabalho corporativo no segundo ano da pandemia.

Globalmente, o Google tem tem cerca de 140 mil funcionários, com escritórios em cerca de 170 cidades e 60 países.

O Facebook disse que também dará aos funcionários a opção de trabalhar remotamente de forma permanente, a menos que sua função requeira estar no escritório.

Já o Twitter divulgou que os funcionários poderão trabalhar de casa “para sempre”, se assim escolherem.

O Google também dobrou o subsídio anual dado para funcionários trabalharem “em qualquer lugar”. Agora, serão quatro semanas de trabalho, o que significa que os colaboradores podem passar até 20 dias por ano longe de seu escritório de origem.


Fonte: Site da CNN

Sobre o autor

Equipe Classe Contábil

Time de gestão de conteúdo do Blog Classe Contábil - Conteúdos segmentados com foco na área Contábil e seus reflexos nas empresas e áreas afins, composto por profissionais de jornalismo, marketing, criação, desenvolvimento web e consultoria.

Transformação do mercado de trabalho é tema do Caminhos da Reportagem

Entre as mudanças em curso, a mais significativa é a implementação do home office, graças às novas tecnologias que têm facilitado o trabalho e a interação entre as pessoas, apesar do distanciamento social. Segundo dados da Fundação Getúlio Vargas (FGV), por volta de 30 a 35% das empresas brasileiras já desenvolviam parte de suas atividades em home office e a estimativa é que, no pós-pandemia, 80% delas continuem com esse regime de trabalho pelo menos uma vez por semana.

LER MAIS

Nova força de trabalho chega desafiando 6 antigos padrões; saiba quais

A percepção de que a nova força de trabalho, de fato, é uma realidade ocorre no inesperado contexto de uma crise sanitária global, o que potencializa os desafios de gestão para as organizações. Neste artigo, convido você a explorar algumas das principais características dessa nova força de trabalho e os desafios que ela traz.

LER MAIS

Trabalho digital cresce 5 vezes e ameaça direitos trabalhistas

As plataformas digitais cresceram cinco vezes ao longo da última década, oferecendo oportunidades a alguns, mas também afetando os direitos trabalhistas, alertou nessa terça-feira (23) a Organização Internacional do Trabalho (OIT). Normalmente, as plataformas classificam os trabalhadores como prestadores de serviço independentes, e os direitos dependem dos próprios termos de serviço das plataformas e não de leis trabalhistas.

LER MAIS