Conteúdos e cursos para contadores, empresários, gestores, advogados e estudantes

×
Siga-nos:
Classe Contábil
PUBLICADO 4 meses ATRÁS.

Caixa e BB já emprestaram R$ 3,3 bilhões do Pronampe para micro e pequenas.

A Caixa e o Banco do Brasil (BB) já emprestaram R$ 3,3 bilhões para micro e pequenas empresas por meio do Pronampe (Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte). Os dados foram divulgados durante comissão mista de deputados e senadores que analisam os impactos da pandemia do coronavírus no país. O Pronampe foi criado pelo governo para oferecer empréstimos para empreendedores individuais, micro e pequenas empresas. Os recursos são emprestados pelos próprios bancos e têm garantia do FGO (Fundo Garantidor de Operações), um fundo público. Em caso de prejuízo, o governo cobrirá até 85% das perdas totais das carteiras do Pronampe.

O gerente de Micro e Pequenas Empresas do BB, Neudson Peres de Freitas, afirmou hoje que o banco já emprestou R$ 1,8 bilhão por meio do programa. Além disso, ele declarou que a instituição estatal já destinou R$ 35 bilhões em crédito para micro e pequenas empresas, entre novas operações de crédito e renovações.

Governo vai lançar ’emprestômetro’

O vice-presidente de Negócios e Varejo da Caixa, Celso Leonardo Barbosa, declarou que o banco público já emprestou R$ 1,5 bilhão por meio do Pronampe. Segundo ele, a instituição financeira emprestará os R$ 3 bilhões destinados para essa linha de crédito e solicitará ao fundo garantidor outros R$ 3 bilhões para atender os pedidos dos clientes.

“Pelo menos 70% dos clientes que pediram esse crédito não são clientes da Caixa. Esse também é um movimento de bancarização”, disse. O secretário Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos da Costa, declarou que 67% dos empréstimos por meio do Pronampe foram destinados para microempresas e 33% para pequenas empresas. Ele também declarou que o governo lançará um emprestômetro no Portal do Empreendedor para divulgar o total de empréstimos feitos por meio dos programas de crédito do governo.

Fonte: Economia UOL




COMPARTILHAR

Deixe uma resposta

*Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Leia também

Receba gratuitamente nosso boletim de artigos e notícias em seu e-mail