×
Siga-nos:
Classe Contábil
PUBLICADO 4 meses ATRÁS.

Dólar fecha quase estável ante real com mercado à espera de definição no Congresso

SÃO PAULO – O dólar fechou quase estável ante o real nesta sexta-feira, com o mercado aguardando o Congresso, que elegerá no fim do dia as presidências da Câmara dos Deputados e do Senado, e tendo ainda no radar dados sobre o mercado de trabalho nos Estados Unidos.

O dólar encerrou com acréscimo de 0,09 por cento, a 3,6622 reais na venda. Na máxima da sessão, chegou a 3,6834 reais. Na mínima, alcançou 3,6374 reais. O dólar futuro subia 0,36 por cento pouco depois do fechamento do mercado à vista. Na semana, a moeda norte-americana acumulou queda de 2,9 por cento.

O Congresso elege nesta sexta-feira, a partir das 18h, os presidentes da Câmara e do Senado, e as respectivas Mesas Diretoras, o que permitirá ao governo começar a avançar com a agenda econômica, inclusive a tão aguardada reforma da Previdência.

Na Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), atual presidente da Casa, é o favorito, após costurar uma aliança em que garantiu o apoio de diversos partidos. Seu principal adversário é o vice-presidente Fábio Ramalho (MDB-MG).

Já no Senado, o ex-presidente da Casa Renan Calheiros (AL) foi escolhido na véspera, em uma votação apertada, como candidato do MDB, que detém a maior bancada. Vários parlamentares concorrem contra o emedebista, entre eles Davi Alcolumbre (DEM-AP) e Major Olímpio (PSL-SP).

“Existe uma expectativa muito positiva com relação aos nomes que estão em pauta. Caso seja confirmada essa expectativa, a tendência é que haja uma valorização do real, diante da perspectiva de que a reforma da Previdência pode ganhar mais força”, afirmou o operador de um banco nacional.

No exterior, dados dos EUA mostraram um salto na criação de vagas de trabalho em janeiro, o que deu algum suporte ao dólar ante o real nessa sessão, mas a revisão para baixo no desempenho do mês anterior limitou o impacto.

Os números foram conhecidos dois dias após o Federal Reserve prometer paciência com a normalização monetária nos EUA, entre outras sinalizações, abrindo espaço para aposta de uma pausa no ciclo de altas dos juros norte-americanos.

O Banco Central vendeu nesta sessão 10,33 mil swaps cambiais tradicionais, equivalentes à venda futura de dólares. Desta forma, rolou 516,5 milhões de dólares do total de 9,811 bilhões que vencem em março.

Fonte: DCI




COMPARTILHAR

Deixe uma resposta

*Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Leia também

Receba gratuitamente nosso informativo de artigos e notícias em seu e-mail